AIDGLOBAL publica Artigo na revista Cadernos de Estudos Africanos

AIDGLOBAL publica Artigo na revista Cadernos de Estudos Africanos

AIDGLOBAL publica Artigo na revista Cadernos de Estudos Africanos

A AIDGLOBAL acaba de publicar na revista académica e científica Cadernos de Estudos Africanos um Artigo sobre o desenvolvimento psicomotor da criança moçambicana em idade pré-escolar, com enfoque no Chibuto.

No âmbito do projeto “Educadores em Movimento – Uma Educação Itinerante para a Primeira Infância”, a investigadora Carla Ladeira concebeu, com o apoio da AIDGLOBAL, um Artigo intitulado “Perceções sobre o Desenvolvimento Psicomotor da Criança Moçambicana em Idade Pré-escolar, em Contexto Rural, com Enfoque no Chibuto”.

É intenção do Artigo dar a conhecer a evolução dos estudos e realizações no quadro do desenvolvimento psicomotor da criança em Moçambique e, simultaneamente, os dados recolhidos no Chibuto, através do Projeto “Educadores em Movimento”. Pretendem estas referências não só sustentar a intervenção e garantir a adequação das atividades do Projeto à realidade das crianças moçambicanas em contexto rural como também contribuir para enriquecer a bibliografia sobre esta temática.

Em síntese, no Artigo propõe-se chamar a atenção do seguinte:

“Particularmente em Moçambique, são parcos os estudos sobre o desenvolvimento da criança. As publicações encontradas retratam, essencialmente, a criança nas suas dimensões de vulnerabilidade ou uma perspetiva sociológica do estudo da infância. Os estudos que existem apresentam fragilidades metodológicas identificadas, nomeadamente no que diz respeito à importação de instrumentos dos países ocidentais ou à falta de sistematicidade na recolha e tratamento de dados.”

Pelas análises e observações realizadas, conclui-se que, em grande parte dos estudos e investigações efetuadas em Moçambique, nomeadamente no que diz respeito à primeira infância (dos três aos seis anos), são usadas ferramentas e metodologias descontextualizadas e pouco adequadas à realidade que se prevê estudar, adulterando a fiabilidade dos resultados obtidos.

Torna-se, assim, necessário alterar e adequar as formas de investigação que têm vindo a ser praticadas, de forma a dar resposta aos desafios que estão, a cada momento, a surgir na educação e desenvolvimento das crianças moçambicanas.

Para ler o artigo, aceda-se ao link: https://journals.openedition.org/cea/4931 .

O projeto “Educadores em Movimento – Uma Educação Itinerante para a Primeira Infância” é copromovido pela ONGD AIDGLOBAL e pelo Centro Vocacional e Residencial do Chibuto, em parceria com o Instituto Politécnico de Leiria, Centro de Estudos Internacionais do ISCTE-IUL, Serviço Distrital da Saúde Mulher e Ação Social e Serviço Distrital da Educação, Juventude e Tecnologia do Chibuto. Este projeto tem como financiador principal a Fundação Calouste Gulbenkian e é cofinanciado pelo Camões – Instituto da Cooperação e da Língua I.P.