Conclusão do Projeto GVETS

Conclusão do Projeto GVETS

Conclusão do Projeto GVETS

Projeto GVETS chega ao fim

O Projeto GVETS chega ao fim facultando, gratuitamente, uma Plataforma para profissionais da área social que trabalhem com crianças migrantes. Após o levantamento das necessidades, problemas e constrangimentos de quem trabalha neste campo, o consórcio desenvolveu um Ebook que reúne dados dos 7 países.

 

A partir dele, foi elaborado o conteúdo pedagógico do siteO que os profissionais da área gostariam de ver desenvolvidas na Plataforma? –, configurando os seguintes módulos:

  • Proteção de crianças Migrantes;
  • Trabalhar com crianças migrantes em risco;
  • Gestão de Crise com crianças migrantes;
  • Educação Cívica e orientação profissional para menores com antecedentes migratórios;
  • Prática crítica e construtiva no trabalho social;
  • Profissionais da área social que trabalham com crianças migrantes;
  • Trabalho social na era digital.

 

Para além de o curso ser gratuito, a sua flexibilidade permite trabalhar o conteúdo dos módulos em separado.

Na Plataforma estará, também, disponível um chat, em inglês, português e em outras 6 línguas, que irá permitir uma troca de experiências e de conhecimentos entre colegas de profissão.

 

Em cerca de 14 encontros a nível europeu, nos quais estiveram presentes mais de 140 stakeholders, foram debatidas as temáticas da gamificação, adaptação dos conteúdos à prática profissional e as políticas públicas que apoiam (ou não) a sua capacitação no trabalho com menores migrantes. A informação recolhida foi analisada, sendo apresentado, como resultado final, o Policy Package “Pacote GVETS de Adaptação e Elaboração de Políticas”.

 

Este projeto pretende ser um ponto de partida para criar um espaço gratuito de aprendizagem e capacitação, ajudando profissionais europeus na criação de uma rede profissional, onde possam partilhar não só as suas experiências e os seus sucessos como também os seus desapontamentos e fracassos.

 

Financiado pela Comissão Europeia através do programa Erasmus+, o GVETS envolve 7 Organizações de 7 países da União Europeia: AIDGLOBAL, de Portugal, IASIS, da Grécia, OXFAM, de Itália, ITAINNOVA, de Espanha,  Grupo de Desenvolvimento de Diversidade, da Lituânia,  Centro de Inovação Social, de Chipre e Menedék, a associação coordenadora, da Hungria.

Financiado pela Comissão Europeia através do programa Erasmus+, o GVETS envolve 7 Organizações de 7 países da União Europeia: AIDGLOBAL, de Portugal; IASIS, da Grécia; OXFAM, de Itália; ITAINNOVA, de Espanha; Grupo de Desenvolvimento de Diversidade, da Lituânia; Centro de Inovação Social, de Chipre; e Menedék, a associação coordenadora, da Hungria.