“Despertar para a Educação Global” em Portugal, Alemanha e Roménia

“Despertar para a Educação Global” em Portugal, Alemanha e Roménia

“Despertar para a Educação Global” em Portugal, Alemanha e Roménia

Última reunião de coordenação do projeto decorreu na Alemanha nos dias 2, 3 e 4 de dezembro

O projeto europeu “Despertar para a Educação Global”, desenvolvido pela AIDGLOBAL e pelo Instituto Marquês de Valle Flor, em Portugal, em parceria com Organizações da Alemanha e da Roménia, encontra-se no último semestre de implementação, tendo-se realizado a, também última, reunião de coordenação, na Alemanha, nos dias 2, 3 e 4 de dezembro.

Neste encontro, para além de aspetos de coordenação, foram apresentados os resultados dos cursos de formação e debatidos os conteúdos do manual de formação em Educação para a Cidadania Global a ser publicado nos três países parceiros e traduzido nas respetivas línguas: português, alemão e romeno.

O projeto “Despertar para a Educação Global” teve entre os seus objetivos primordiais proporcionar formação aos membros das Organizações da Sociedade Civil da Alemanha, de Portugal e da Roménia, envolvidos ou interessados na promoção de projetos de Educação para a Cidadania Global, razão pela qual o manual está a ser elaborado com base nos cursos de formação já aplicados nos três países e servirá como proposta pedagógica para as organizações da sociedade civil que queiram organizar cursos de ECG.

Até ao final do projeto, em março, estão previstas atividades de diálogo e reflexão sobre a Educação para a Cidadania Global junto de decisores políticos, membros do Parlamento e representantes da sociedade civil.

Nesse sentido, foi realizada a Mesa Redonda “A Cidadania Global – metodologias e troca de experiências”, em Fátima, no dia 24 de novembro, em que foram partilhados projetos de Educação para a Cidadania Global de alguns dos municípios presentes (Cascais, Loures, Seixal, Palmela, Grândola e Amadora), nomeadamente o projeto da AIDGLOBAL “Educar para Cooperar: a Rota Histórica das Linhas de Torres e a Cidadania Global”.

O projeto transeuropeu é financiado pela Comissão Europeia e pelo Camões – Instituto da Cooperação e da Língua e envolve, para além das duas organizações portuguesas, três instituições alemãs (Dachverband Entwicklungspolitik Baden-Württemberg (DEAB), Forum for international development + planning (finep FINEP) e Entwicklungspädagogisches Informationszentrum E-PiZ im Arbeitskreis Eine Welt Reutlingen e.V.) e uma romena, a APSD-Agenda 21.