Interculturalidade e Inclusão no Atendimento ao Público

Interculturalidade e Inclusão no Atendimento ao Público

Interculturalidade e Inclusão no Atendimento ao Público

Formação dirigida a Funcionários Públicos do Porto Santo 

Nos dias 10, 11 e 12 de abril, teve lugar, nas instalações do Campo Experimental do Farrobo, Porto Santo, a ação de formação “Atendimento e Relacionamento com o Público – Comunicação Intercultural e Inclusiva numa Sociedade Global” certificada pela Direção Regional para a Administração Pública do Porto Santo (DRAPS) e dirigida a funcionários públicos do Porto Santo dos mais diversos sectores (Educação, Cultura, Turismo,…).

Realizada no âmbito do Projeto da AIDGLOBAL “Educar para Cooperar – Porto Santo e Madeira” e enquadrada no Programa Formativo da DRAPS, a formação teve a duração de 18 horas, com o objetivo de mobilizar os 19 participantes para a Interculturalidade e Inclusão Social através da promoção de competências de Atendimento ao Público, numa ótica de Cidadania Global.

Sofia Lopes, gestora do Projeto, e Nuno Mira, voluntário da AIDGLOBAL, dinamiza-ram as sessões que totalizaram 18 horas e nas quais foram abordados alguns temas, nomeadamente Cidadania Global e Direitos Humanos, Qualidade no Atendimento ao Público, Barreiras à comunicação, Comunicação e tipos de lin-guagem num mundo global, Públicos: culturas, identidades e necessidades especiais, Preconceitos e estereótipos, Empatia, Diversidade e Inclusão no atendimento ao público.

A partir da questão “Que caminho podemos fazer para um atendimento inclusivo e intercultural?” e da análise de factores como a nacionalidade, a religião, a educação, a saúde, a identidade sexual,… – compromissos fundamentais que marcam as oportunidades – concluiu-se que a Igualdade constitui o valor crucial num atendimento (de qualidade) que se faz aos cidadãos, o que, indubitavelmente, implica a interiorização individual e coletiva dos princípios da Cidadania Global. Todas as atividades foram dinamizadas tendo por base métodos participativos que permitiram a partilha, a reflexão crítica e a cooperação entre os participantes.

A abertura e o encerramento foram efetuados por Fátima Baptista, responsável pela Formação da DRAPS, entidade que, gentilmente, disponibilizou todo o apoio logístico e o local dos encontros.

Veja-se o álbum de fotos neste link.

O projeto “Educar para Cooperar – Porto Santo e Madeira” é promovido pela AIDGLOBAL e cofinanciado pelo Camões — Instituto da Cooperação e da Língua, I.P., tendo como parceiros a Câmara Municipal do Porto Santo, a Direção Regional para a Administração Pública do Porto Santo e o Sindicato dos Professores da Madeira.