“Despertar para a Educação Global” promove 2ª Reunião de Peritos de Educação para Cidadania Global

“Despertar para a Educação Global” promove 2ª Reunião de Peritos de Educação para Cidadania Global

“Despertar para a Educação Global” promove 2ª Reunião de Peritos de Educação para Cidadania Global

Projeto contribuirá para reforçar as competências de Cidadania Global dos membros das Organizações da Sociedade Civil Europeia

No âmbito do projeto “Despertar para a Educação Global”, realiza-se, no dia 29 de setembro, nas instalações do Instituto Marquês de Valle Flôr, a segunda reunião com peritos ligados às áreas da Educação para a Cidadania Global, Educação Não Formal e Educação de Adultos, na qual será discutida a proposta do referencial de competências de um curso de Educação para a Cidadania Global e, ainda, os seus conteúdos. Até ao primeiro trimestre de 2015, serão realizados dois cursos destinados a técnicos e voluntários de Organizações da Sociedade Civil Europeia.

O projeto “Despertar para a Educação Global” visa disseminar os valores da Educação para a Cidadania Global a nível europeu, através de ações de formação e de um manual sobre Educação Global. Neste âmbito, foi desenvolvido um estudo pelos parceiros do projeto, no qual foi possível caracterizar as organizações da sociedade civil e fazer um diagnóstico das suas necessidades de formação. Terminada esta análise, está a ser construído um referencial de competências, que posteriormente será publicado junto com o manual de formação.

O grupo de peritos será constituído por Ana Isabel Madeira, Professora no Instituto de Educação da Universidade de Lisboa, Sara Peres Dias, membro da direção da Associação PAR – Respostas Sociais, Carla Proença, Técnica Superior da Área de Bibliotecas da Divisão de Cultura da Câmara Municipal de Loures, Bruno António da Bolsa de Formadores do Conselho Nacional da Juventude e Nuno Carvalho da Rato – Associação para a Divulgação Cultural e Científica

O projeto é financiado pela Comissão Europeia e pelo Camões – Instituto da Cooperação e da Língua e envolve duas organizações portuguesas (Instituto Marquês de Valle Flôr e AIDGLOBAL), três alemãs (Dachverband Entwicklungspolitik Baden-Württemberg (DEAB), Forum for international development + planning (finep FINEP) e Entwicklungspädagogisches Informationszentrum E-PiZ im Arbeitskreis Eine Welt Reutlingen e.V.) e uma romena, a APSD-Agenda 21.