A caminho de uma Escola Democrática

A caminho de uma Escola Democrática

A caminho de uma Escola Democrática

A formação “Escolas Democráticas e Assembleias Participativas de Alunos”, destinada a docentes, realizou-se nos dias 4 de março e 7 de maio, na Escola B+S Professor Dr. Francisco de Freitas Branco, Porto Santo, e trouxe reflexões sobre o nível da participação dos/as professores/as, alunos/as, pais e pessoal não docente e os instrumentos de que dispõem, para participarem ativamente.

Esta ação teve, como formador principal,  o professor André Lara Ramos, adjunto do diretor para o ensino secundário no Agrupamento de Escolas Pinheiro e Rosa (Faro), organizador e dinamizador de vários projetos internacionais, na área da mobilidade juvenil, formação de técnicos/as no âmbito da educação não formal e que é, também, vice-presidente da Associação para o Aprofundamento da Cidadania e, ainda,  dinamiza vários projetos escolares e culturais/socioculturais na ARCA – Associação Recreativa e Cultural do Algarve.

A formação teve como objetivos dar a conhecer o que são escolas democráticas e as que configuram a sua rede, identificar estratégias para a melhoria da sua participação democrática e desenvolver estratégias para integrar a voz das crianças e jovens nas dinâmicas escolares.

Com estas ferramentas pretendeu-se esboçar um plano para a melhoria da participação democrática na escola e desenvolver técnicas de facilitação do diálogo e de participação inclusiva.

É da responsabilidade da comunidade educativa demonstrar respeito e consideração pela opinião dos/as jovens, selecionando dinâmicas que promovam o voto e o posicionamento dos alunos, de forma inclusiva, através de assembleias participativas de estudantes, a título de exemplo.

A iniciativa integrou-se no Plano de Ação “Da Escola para o Mundo – Agir, Incluir, Transformar” (Programa Cidadãos Ativ@s – EEA Grants), promovido pela associação AIDGLOBAL, em parceria com a Escola Básica e Secundária Professor Dr. Francisco Freitas Branco, Porto Santo.