Kula Na Wu Djonza (Crescer a Ler)

Kula Na Wu Djonza (Crescer a Ler)

Kula Na Wu Djonza (Crescer a Ler)

No “Kula Na Wu Djonza – Crescer a ler” promovemos a leitura junto de jovens grávidas e recém mamãs através da narração de contos moçambicanos, tanto em português como em língua changana, enquanto aguardam pelas consultas pré-natais e de rotina no Hospital Rural de Chibuto.

Desde o ano 2017, na primeira edição, esta iniciativa realiza-se duas vezes por semana no Gabinete SAJJ – Serviço Amigo de Adolescentes e Jovens, no Centro de Saúde de Chibuto. No ámbito do projeto será entregue a cada mamã, aquando do nascimento do seu filho, um livro para esta levar para sua casa e ser usado para o desenvolvimento das  capacidades da criança e a promoção de competências linguísticas em língua portuguesa e changana, línguas de escolarização.

  • Local de atuação
    Moçambique, Província de Gaza, Distrito do Chibuto
  • Beneficiárias
    7,389
  • Área de atuação
    Cooperação para o Desenvolvimento
  • Temática
    Leitura, Maternidade, Educação para a saúde

PROPOMOS

Estimular nas futuras mamãs o gosto pela leitura, sensibilizá-las para a importância de estimular a leitura nos seus filhos.

Facilitar o acesso ao livro e fomentar o gosto pela leitura, desde a tenra idade.

POR
QUÊ
?

A grande maioria da população em Moçambique não tem acesso ao livro, outra parte não tem interesse fora do ambiente escolar e apenas uma pequena parte das pessoas têm interesse e recursos para fazer da leitura um hábito cotidiano.

A gravidez precoce é outra realidade no distrito de Chibuto. Por mês há em média 180 partos de jovens adolescente. Algumas jovens depois de engravidarem desistem de frequentar a escola.

Com este projecto estaremos a promover a formação destas jovens, através de metodologias de educação não formal contribuindo para o seu desenvolvimento.

REALIZAMOS

  •  Leitura de obras infanto-juvenis e contos moçambicanos a:
    jovens que aguardam consulta de planeamento
    grávidas adolescentes que aguardam a consulta pré-natal
    mamãs recentes que aguardam pelas consultas de rotina e vacinação dos
    seus filhos.
  •  Distribuição de folhetos informativos sobre os cuidados neonatais;
  •  Oferta de um livro para bebés a partir dos 9 meses;
  •  Oferta de um livro de iniciação à leitura, aquando do nascimento do bebé;
  • (Previsto para 2020) Criação de uma biblioteca móvel, na modalidade de Maleta da Leitura.

A HISTÓRIA DA CAROLINA

É um espaço seguro para as mulheres compartirem, através dos contos, as súas preocupações.  As jovens mamãs têm a oportunidade de ter aceso ao livro, o qual tem um impacto positivo nos bebés, pois a mãe volta mais curiosa, e se desenvolve plenamente.

Se não for pelo trabalho no campo da AIDGLOBAL, não teria descoberto a realidade mais profunda de lá. Para mim, a oportunidade é conhecer Moçambique através das pessoas e como é vivida a maternidade.

Carolina Bebiano,
voluntaria em Moçambique.

CONTRIBUA PARA A MUDANÇA

O Desenvolvimento acontece pela educação.

Queremos dar continuidade aos nossos projetos por um mundo mais sustentável apostando na educação.

Trata-se de uma iniciativa da AIDGLOBAL – ONGD, Organização com delegação no Chibuto, coordenadora do projecto, em parceria com a Direcção Distrital da Mulher e da Acção Social, com a Direcção do Hospital Distrital do Chibuto e com a Direcção Distrital de Educação, Juventude e Tecnologia.

PROMOTORES

AIDGLOBAL – Acção e Integração para o Desenvolvimento Global

PARCEIROS

AIDGLOBAL – Acção e Integração para o Desenvolvimento Global
Direcção Distrital da Mulher e da Acção Social
Governo Moçambique
 Direcção Distrital de Educação, Juventude e Tecnologia
Governo Moçambique
Direcção do Hospital Distrital do Chibuto

FINANCIA

FINANCIADOR PRINCIPAL
AIDGLOBAL – Acção e Integração para o Desenvolvimento Global

Ao longo da sua existência a AIDGLOBAL tem estabelecido parcerias com diversos organismos, que se reconhecem na nossa missão. A AIDGLOBAL agradece a todas as entidades públicas e privadas o apoio solidário demostrado ao nosso trabalho, na certeza de que continuaremos o nosso caminho em prol da mudança, por um mundo mais justo e equitativo, através da educação.

NOTÍCIAS DO PROJETO