Urbagri4Women

Urbagri4Women

Urbagri4Women

“Urbagri4Women” foi um projeto europeu desenvolvido por 7 países parceiros (Áustria, Chipre, França, Grécia, Itália, Portugal e Reino Unido) com o objetivo de promover a integração de mulheres migrantes, incluindo as que solicitaram asilo e as beneficiárias de proteção internacional, no país de acolhimento.

  • Local de atuação
    PORTUGAL
  • Beneficiários
    250
  • Área de atuação
    Migrações
  • Temáticas
    Agricultura, integração

DURAÇÃO

O projeto teve a duração de 24 meses e realizou-se entre 15 de dezembro de 2016 a 15 de dezembro de 2018.

PROPUSEMOS

Desenvolvimento de dois Laboratórios de Agricultura Urbana, em “não lugares”.

Realização de um Green Paper e um Manifesto sobre a integração da mulher migrante.

POR
QUÊ
?

Os países da Europa e do Mediterrâneo enfrentam, atualmente, um período de transformação crucial devido à intensificação dos fluxos migratórios de países afetados por conflitos armados ou más condições de vida. As taxas de integração das mulheres são frequentemente mais baixas do que as dos homens migrantes, pois elas enfrentam discriminações e desafios adicionais no acesso à educação e ao mercado de trabalho. Considerou-se ainda que, com o aumento da urbanização, a agricultura urbana traz benefícios económicos, ambientais e sociais às cidades, representando uma oportunidade de recuperação de áreas marginais e negligenciadas.

REALIZÁMOS

  • Laboratório de Agricultura Urbana (LAU) em Terraços da Ponte (Sacavém), com a colaboração do Município de Loures, que cedeu o espaço, da Start.Social, cooperativa que facilitou o elo de ligação com a população local, e do projeto “Hortas Ecológicas”;
  • Laboratório de Agricultura Urbana no Centro de Acolhimento de Refugiados (Bobadela), fruto de uma parceria com a própria entidade, onde se reabilitou o jardim do próprio Centro, criando-se uma horta. Este LAU também contou com o apoio do projeto “Hortas Ecológicas”;
  • Focus groups com stakeholders;
  • Networking Seminar sobre “Inclusão social de Mulheres Migrantes – iniciativas e recomendações”;
  • Concurso “Comida que conta histórias”;
  • Green Paper;
  • Manifesto “Iniciativas para a Integração de Mulheres Migrantes através de Cidades Sustentáveis nos Municípios”;
  • Conferência internacional “Agricultura urbana e Desenvolvimento: contributos de e para mulheres migrantes e refugiadas”.
42

Mulheres migrantes

2

Hortas urbanas

Conferência Final

A Conferência Final do projeto foi realizada em Portugal, no Museu da Cerâmica de Sacavém, tendo acolhido mais de 100 participantes, assim como todos os parceiros internacionais do projeto. Nesta foram dados a conhecer os resultados alcançados pelas iniciativas desenvolvidas a nível internacional, bem como o Manifesto produzido pelo Projeto sobre práticas de integração de mulheres migrantes:
“Iniciativas para a Integração de Mulheres Migrantes – Laboratórios de Agricultura Urbana (LAU) nos Municípios”.

PROMOTOR

PARCEIROS

FINANCIADOR

Ao longo da sua existência a AIDGLOBAL tem estabelecido parcerias com diversos organismos, que se reconhecem na nossa missão. A AIDGLOBAL agradece a todas as entidades públicas e privadas o apoio solidário demonstrado ao nosso trabalho, na certeza de que continuaremos o nosso caminho em prol da mudança, por um mundo mais justo e equitativo, através da Educação.

NOTÍCIAS DO PROJETO