“Tampinha Solidária” termina com doação de almofada anti-escaras a criança com deficiência motora

“Tampinha Solidária” termina com doação de almofada anti-escaras a criança com deficiência motora

“Tampinha Solidária” termina com doação de almofada anti-escaras a criança com deficiência motora

Alunos do Agrupamento de Escolas de Catujal-Unhos desenvolveram a campanha de solidariedade no âmbito do projeto “Educar para Cooperar” – Loures (3ª ed.)

Como resultado final da campanha “Tampinha Solidária”, desenvolvida pelos alunos do Agrupamento de Escolas de Catujal-Unhos, em parceria com a Unidade de Apoio Especializado à Multideficiência da Escola Básica do Catujal, no âmbito do projeto “Educar para Cooperar” – Loures (3ª ed.), foi oferecida uma almofada anti-escaras a um aluno com deficiência motora, para aumentar a sua qualidade de vida.

Numa primeira fase, no decorrer do ano letivo 2013/2014, a campanha contou com o envolvimento de alunos e familiares, professores e assistentes operacionais de todo o Agrupamento de Escolas de Catujal-Unhos que reuniram 1 tonelada de tampas de plástico. Terminada a angariação, a empresa EGEO, do concelho de Loures, também abraçou a causa e, além de ter transportado as tampas, deu o seu contributo valorizando o preço do plástico por tonelada.

A almofada foi adquirida à empresa Mais que Cuidar que, ao ter conhecimento da causa, graciosamente apoiou a campanha, doando um creme hidratante ao jovem.

Os produtos foram entregues ao aluno, no final de uma aula de Ciências inserida no projeto “Educar para Cooperar” – Loures (3ª ed.), na qual foi abordada uma temática ligada ao acesso à saúde e à importância de toda a sociedade se mobilizar em prol de um mundo mais justo e com menos desigualdades.

Além do objetivo principal da campanha “Tampinha Solidária” ser a angariação de fundos para apoiar um aluno com necessidades especiais, esta dinâmica visou estimular a reutilização e a reciclagem, bem como alertar e sensibilizar para o tema das desigualdades, inclusão e equidade social.

O projeto “Educar para Cooperar” visa contribuir para um mundo, no qual as escolas sejam espaços de construção de cidadãos críticos e participativos, que promovam a transformação social, partindo de reflexões feitas na sala de aula.