Conferência reúne 25 Participantes em torno do Desenvolvimento Sustentável

Conferência reúne 25 Participantes em torno do Desenvolvimento Sustentável

Conferência reúne 25 Participantes em torno do Desenvolvimento Sustentável

A conferência “Pensar Global, Agir Local”, dinamizada por Ana Fernandes, presidente da Juventude Socialista do Marco de Canaveses, teve lugar no dia 08 de outubro, no Auditório Municipal Prof.ª Emília Monteiro. Trata-se da primeira iniciativa que decorre de uma sua vivência de voluntariado em Moçambique, juntamente com 3 outros elementos de juventudes partidárias portuguesas e que lhes foi proporcionada pela AIDGLOBAL, no âmbito do projeto ” Jovens na Política —  Participar para a Cidadania Global”.

No regresso, a AIDGLOBAL desafiou estes voluntários a levarem a cabo iniciativas, em Portugal, que visem partilhar o seu novo olhar sobre o mundo, para o qual muito contribuiu esta experiência.

No evento foram abordadas temáticas como a Cooperação e Educação para o Desenvolvimento, Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e Voluntariado, tendo culminado com a apresentação de um Manifesto elaborado pelas/os militantes da estrutura da concelhia, e que reúne um conjunto de medidas e ações políticas a implementar no Município de Marco de Canaveses tendo por base os tópicos debatidos neste encontro.

Contando com um total de 25 participantes, abrilhantaram um relevante debate em torno dos temas apresentados no Manifesto as/os seguintes oradores/as: Conselheira Local para a Igualdade, Elsa Correia, Vereadora da Câmara Municipal do Marco de Canaveses, Clara Marques, Presidente da Junta de Freguesia de Vila Boa do Bispo, Miguel Carneiro e a Técnica de Projetos da AIDGLOBAL, Maria Pacheco.

Durante a sessão, as/os participantes foram convidas/os a exporem as suas inquietações e propósitos individuais e coletivos face à sua comunidade e associá-las ao contexto mundial, que resultou na identificação de algumas preocupações globais que são, também, locais, nomeadamente a corrupção política e financeira, a pobreza, a violência, a minimização das disparidades existentes, o desemprego e a falta de acesso equitativo à Educação e a serviços de saúde de qualidade.

Seguidamente, foram desafiadas/os a interligarem estas temáticas com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e a debaterem os laços de interdependências entre o local e o global e, consequentemente, para a importância dos seus papéis enquanto futuros jovens transformadores da sociedade onde atuam e residem, em prol da mudança e do desenvolvimento sustentável.

A sessão ficou marcada por aprendizagens e partilhas entre todas/os as/os presentes, que motivadas/os estão para contribuírem para a transformação social e construção de uma sociedade justa que requer a sua participação cada vez mais ativa e glocal.

O Encontro enquadrou-se no contexto do projeto “Jovens na Política — Participar para a Cidadania Global (2ª) Ed.”, que é desenvolvido, em Portugal, desde 2020, e terminará em novembro do corrente ano, cujo financiador é o Camões – Instituto da Cooperação e da Língua, I.P., e que tem como público-alvo as Juventudes Partidárias, jovens interessadas/os em política, jovens do tecido associativo e Técnicas/os de Juventude. Este projeto tem como parceiros o Conselho Nacional de Juventude (CNJ)Federação Nacional das Associações Juvenis (FNAJ)Dypall NetworkCentro de Estudos Internacionais – Instituto Universitário de LisboaInstituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ)Centro de Juventude de Lisboa (CJL), e a  Câmara Municipal de Santarém e conta com o apoio da Mypolis.