Migrações: Oportunidades e Desafios | Uma Entrevista com Jorge Malheiros

Migrações: Oportunidades e Desafios | Uma Entrevista com Jorge Malheiros

Migrações: Oportunidades e Desafios | Uma Entrevista com Jorge Malheiros

“Esta ideia de saída de um espaço e de produção de um novo espaço, ou a interação, se quisermos, num novo espaço é, também, uma questão eminentemente geográfica, que tem a ver com a produção do novo lugar ou do lugar onde as pessoas se instalam.

O fenómeno das migrações constitui um desafio em termos da construção de novos lugares e, ao mesmo tempo, uma oportunidade porque está associado a hipóteses de mobilidade social, de novas atividades económicas, eventualmente, da possibilidade de se realizarem tarefas diversas em termos de formação de trabalho, ou até de lazer, que não se conseguem no país de origem. Isso levou a interessar-me pela questão das migrações”.

Jorge Malheiros, Geógrafo e Investigador do Centro de Estudos Geográficos do Instituto de Geografia e Ordenamento do Território da Universidade de Lisboa, em entrevista à AIDGLOBAL, a 8 de novembro de 2021.

No passado dia oito de novembro de dois mil e vinte um, a AIDGLOBAL entrevistou Jorge Malheiros: geógrafo, investigador e professor associado do Centro de Estudos Geográficos do Instituto de Geografia do Território da Universidade de Lisboa.

A entrevista foi realizada no âmbito da Rubrica “(Des)Construir o lugar do outro”, que assume como principal propósito a consciencialização da sociedade portuguesa para as múltiplas problemáticas que circundam o fenómeno das migrações e para os mitos e visões estereotipadas que ainda existem relativamente às pessoas migrantes.

Apesar de o ponto de partida desta conversa ter sido sobre o início do percurso do convidado e, consequentemente, sobre a relação que existe entre a Geografia e a questão migratória, as palavras levaram-nos numa viagem que culminou numa reflexão sobre temas correlacionados com a geografia, mas que não se esgotaram nela.

Onde estão as pessoas migrantes, em Portugal, e de que forma se organizam espacialmente? Há exclusão social na forma como as pessoas migrantes se distribuem, por exemplo, na cidade de Lisboa? Em que medida é que uma distribuição desigual das pessoas migrantes se pode traduzir numa situação de desvantagem para as mesmas? Em Portugal, há disponibilidade e abertura por parte das autarquias para dialogar com as pessoas migrantes no sentido de as ouvir e de compreender de que forma podem fazer parte do desenvolvimento das cidades nas quais residem? Em que medida é que a pandemia afetou os processos de integração/inclusão de pessoas migrantes?

Estas e outras questões atravessam parte da entrevista, no contexto da qual há ainda espaço para uma reflexão sobre os conceitos de exclusão, segregação, integração e inclusão, tendo como pano de fundo a realidade portuguesa e os impactos da pandemia por Covid-19.

Jorge Malheiros tem dedicado o seu tempo aos estudos sociais urbanos e à investigação em torno das migrações internacionais, a par do estudo das dinâmicas demográficas das relações de género dos problemas da habitação e da segregação e das relações fronteiriças e transnacionais.

Esta entrevista pode ser vista e ouvida, na íntegra, aqui.

A AIDGLOBAL agradece ao Professor Jorge Malheiros pela sua pronta disponibilidade para nos conceder esta entrevista e para partilhar os seus conhecimentos e reflexões sobre o tema das migrações.

Esta entrevista foi gravada na manhã do dia oito de novembro de dois mil e vinte e um no âmbito da Rubrica Desconstruir o lugar do outro, que surge no contexto do “NEAR – NEwly ARrived in a common home”, um projeto europeu financiado pela Comissão Europeia, no âmbito do Fundo de Asilo, Migração e Integração (AMIF) tendo como entidade promotora a Fundação ISMU e como entidades parceiras a Tamat, a CARDET, a AIDGLOBAL e a Università Cattolica del Sacro Cuore.

Em Portugal, este projeto está a ser desenvolvido na cidade de Lisboa, designadamente no Bairro das Galinheiras, localizado na Freguesia de Santa Clara.