Um brinde a todos os que preservam os Oceanos

Um brinde a todos os que preservam os Oceanos

Um brinde a todos os que preservam os Oceanos

No dia 08 de abril, realizou-se o evento “Um Brinde ao Mar”, no Clube Naval do Porto Santo. A iniciativa, direcionada para os pescadores e operadores marítimo-turísticos, teve como objetivo sensibilizar para o impacto ambiental do lixo marinho.

Os seres vivos marinhos são os primeiros a sentir os impactos das ações humanas nos oceanos. A proteção dos oceanos de forma efetiva é fundamental para que a biodiversidade marinha possa proteger-se e recuperar dos impactos causados ao longo de décadas.

Os principais benefícios associados a este tipo de ações de sensibilização incluem a redução do lixo marinho e dos impactos ambientais negativos correspondentes.

Num primeiro momento, os/as presentes foram convidados/as a visitar uma exposição sobre espécies marinhas, promovida pela Autarquia do Porto Santo, com fotografias de Fábio Brito, Luís Berimbau e Alcides Correia.

Num segundo momento, foi dado a conhecer o projeto “Porto Santo Sem Lixo Marinho” e a problemática do plástico nos Oceanos, através de vídeos, testemunhos de pescadores e operadores marítimo-turísticos, e de um quiz.

É de salientar o envolvimento do Centro de Atividades e Capacitação para a Inclusão (CACI) no evento, em especial a entrega de desenhos com mensagens sobre o ambiente.

O evento terminou com um brinde ao mar e a todos aqueles que fazem a diferença na preservação dos Oceanos.

Um agradecimento especial à Porto Santo Náutica, ao Clube Naval do Porto Santo e ao CACI.

O projeto “Porto Santo Sem Lixo Marinho” é financiado pelo Programa Ambiente dos EEA Grants e promovido pela Associação Natureza Portugal, em parceria com a WWF Portugal, a AIDGLOBAL, a Água e Resíduos da Madeira, a Câmara Municipal do Porto Santo e pelo pólo do MARE – Centro de Ciências do Mar e do Ambiente na Madeira, acolhido pela a ARDITI. Conta, ainda, com o apoio da WWF Noruega e da Secretaria Regional do Ambiente e Alterações Climáticas.