“Agir para construir”, mais um evento realizado no âmbito do projeto “Jovens na Política — Participar para a Cidadania Global”

“Agir para construir”, mais um evento realizado no âmbito do projeto “Jovens na Política — Participar para a Cidadania Global”

“Agir para construir”, mais um evento realizado no âmbito do projeto “Jovens na Política — Participar para a Cidadania Global”

A tertúlia “Agir para Construir”, promovida e liderada por Luís Afonso, presidente da JSD- Góis, teve lugar no dia 22 de outubro, na Biblioteca Municipal António Francisco Barata, em Góis.

Trata-se de uma iniciativa que decorre de uma experiência de voluntariado, realizada com mais 3 jovens de juventudes partidárias portuguesas, que a AIDGLOBAL levou até Moçambique, no âmbito do projeto “Jovens na Política — Participar para a Cidadania Global”.

A AIDGLOBAL desafiou esses voluntários a realizarem atividades, em Portugal, que visassem partilhar o seu novo olhar sobre o mundo, para o qual esta vivência muito contribuiu.

Inspirado em dinâmicas de educação não formal a que assistiu em Moçambique, Luís Afonso abordou temáticas como a Cidadania Global, os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e o Voluntariado, num diálogo aberto com jovens e alguns representantes de órgãos políticos da região, para que, em conjunto, refletissem e identificassem problemáticas locais e as conectassem com questões globais.

Estiveram presentes o Presidente da Câmara Municipal de Góis, Rui Sampaio, o  Vice-Presidente da Câmara Municipal de Góis, o Vereador da Juventude, Nuno Bandeira, o Representante da Junta de Freguesia de Góis, Vítor Hugo Ribeiro e, para partilhar com os jovens uma visão diferente, foi também convidada a Presidente da JSD-Penacova e integrante da Comissão Política Nacional da JSD, Carolina Rojais.

Os momentos de partilha, aprendizagens e empoderamento, em prol de uma política mais sustentável, demonstraram, mais uma vez, que é pela horizontalidade das trocas discursivas que a participação plena dos participantes é alcançada, tendo sido este evento um verdadeiro exemplo de educação para o desenvolvimento.

O próprio, Luís Afonso, no final da sessão, mostrou-se bastante surpreendido pela participação ativa dos jovens da região, nesta troca de ideias. O feedback positivo comprovou, definitivamente, o poder e impacto que este tipo de encontros, em diversos contextos, têm para o desenvolvimento dos jovens, neste caso na política.

A tertúlia enquadrou-se no contexto do projeto “Jovens na Política — Participar para a Cidadania Global (2ª) Ed.”, que é desenvolvido, em Portugal, desde 2020, e terminará em novembro do corrente ano, cujo financiador é o Camões – Instituto da Cooperação e da Língua, I.P., e que tem como público-alvo as Juventudes Partidárias, jovens interessadas/os em política, jovens do tecido associativo e Técnicas/os de Juventude. Este projeto tem como parceiros o Conselho Nacional de Juventude (CNJ), Federação Nacional das Associações Juvenis (FNAJ), Dypall Network, Centro de Estudos Internacionais – Instituto Universitário de Lisboa, Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ), Centro de Juventude de Lisboa (CJL), e a  Câmara Municipal de Santarém e conta com o apoio da Mypolis.