16ª edição do programa internacional “Conectando Mundos”

16ª edição do programa internacional “Conectando Mundos”

16ª edição do programa internacional “Conectando Mundos”

Apresentação oficial do tema para o ano escolar de 2019-2020

Iniciado no ano letivo de 2003-2004 por uma equipa de professores e profissionais da Oxfam Intermón (Espanha), decidida a criar uma proposta educativa inovadora que combina atividades realizadas nas aulas com o trabalho colaborativo online, o Conectando Mundos internacionalizou-se, envolvendo, atualmente, três países: Espanha, Itália e Portugal. À OXFAM Itália, juntaram-se, na 16ª edição, dois parceiros nacionais — o Instituto Politécnico de Leiria e a AIDGLOBAL —, convidados a integrar o projeto coordenado pela OXFAM Intermón.
Com o propósito de contribuir para o desenvolvimento das competências social, cívica e intercultural, a alfabetização mediática e o pensamento crítico nas escolas, o projeto tem disponibilizado recursos e ferramentas de combate à discriminação, ao racismo, à desigualdade e a qualquer forma de violência, em atividades que privilegiam a interação na sala de aula. Ao longo dos 15 anos de vigência, a proposta original foi-se atualizando, integrando novas metodologias, ferramentas e materiais, determinando, anualmente, um novo foco temático no âmbito da Educação para a Cidadania Global. Entre 2006 e 2017, o projeto em Portugal foi promovido e acompanhado pela ONGD CIDAC.

No início de 2019, reuniram-se, em Barcelona, os parceiros do projeto, para planearem e desenharem as atividades a desenvolver na sua 16ª edição, tendo sido acordado que a temática a trabalhar no ano escolar de 2019-2020 incidirá no Desenvolvimento Sustentável, tendo como lema “Get in the loop: para um futuro em equilíbrio”, divulgados, agora. No próximo mês de setembro serão disponibilizados mais pormenores sobre as atividades do projeto, nomeadamente sobre o Dia de Ação Global e o Encontro Final de Professores.

O Conectando Mundos é desenvolvido através de uma Plataforma online, na qual os jovens dos 6 aos 17 anos de centros escolares de todo o mundo e de distintas realidades culturais, económicas e sociais podem interatuar em atividades colaborativas com propostas didáticas adequadas às diferentes idades, com base na lógica de aprendizagem “conhece-pensa-atua” e na perspetiva de análise e ação local-global. A proposta está disponível em 8 línguas (italiano, castelhano, português, inglês, francês, galego, catalão e basco), para que os alunos, organizados em equipas de trabalho da mesma faixa etária, interajam e reflitam, dialogando interculturalmente sobre as temáticas globais.

Tomando como base o atual desafio da humanidade para o século XXI de erradicar a pobreza e alcançar a prosperidade para todo o mundo com os limitados recursos naturais do Planeta bem como as profundas desigualdades que originam descriminação económica e social, a equipa do projeto definiu o Desenvolvimento Sustentável como linha orientadora do seu trabalho, em alinhamento com a agenda 2030 das Nações Unidas. Alcançar um desenvolvimento sustentável significa assegurar que todas as pessoas têm os recursos de que necessitam – alimentos, água, cuidados de saúde e energia – para que os seus Direitos Humanos sejam efetivos. Significa, também, garantir que o consumo de recursos naturais não provocará tensões nos processos vitais do sistema terrestre – gerando, a título de exemplo, as alterações climáticas ou a perda da biodiversidade. Para alcançar um desenvolvimento sustentável e inclusivo, são, pois, necessárias políticas bem desenhadas e novos hábitos de consumo e produção.

Nesse sentido, constituem objetivos desta 16ª edição os seguintes:
1. Repensar criticamente o conceito de crescimento e desenvolvimento com base nos princípios de sustentabilidade ambiental e justiça social;
2. Conhecer e analisar as causas e consequências dos modelos de produção e consumo atuais para compreender os seus efeitos insustentáveis sobre a vida das pessoas e do planeta;
3. Apresentar modelos económicos alternativos que respeitem mais a vida das pessoas e do Planeta a partir do conhecimento de propostas já existentes;
4. Fomentar ações e condutas transformadoras, individuais e coletivas, que impliquem a criação de novas propostas para um desenvolvimento social e económico mais justo e sustentável.

Para apoiar o processo de reflexão, os professores contam com um Módulo próprio, ao qual poderão aceder antes de começarem as atividades com os alunos e no qual poderão conhecer e navegar pelas diferentes etapas e descarregar os materiais de apoio, nomeadamente o Guia Didático e Documentos complementares. Através do Fórum, poderão, também, contactar com outros professores que realizam a mesma atividade. A proposta educativa será trabalhada online, durante nove semanas. Em cada fase, ao acederem à Plataforma de trabalho, tomam contacto com uma série de atividades para realizar na sala de aula e partilhar em rede, de modo a guiar os alunos no processo de descobrir, refletir, analisar e procurar soluções relativas ao tema apresentado.

Saiba mais em:
https://aidglobal.org/#d-0-409
http://www.conectandomundos.org/pt